É possível existir uma sociedade sem coerção?

in pt •  2 years ago  (edited)

Todo mundo sabe que imposto é roubo. Por mais que se tente justificá-lo, nada é capaz de eliminar dele a característica de ser um confisco de propriedade alheia na base da coerção e da força bruta.

Sendo assim é fácil concordar que o ideal seria que ele não existisse, e que todas as relações humanas interpessoais pudessem ser baseadas no consenso.

A questão então passa a ser: isso é factível? Ou seja, embora seja possível imaginar filosoficamente uma sociedade assim, será que na prática essa sociedade poderá algum dia vir a acontecer?

Eu penso que não. Acho que o ser humano para viver em sociedade jamais será 100% livre. Sempre terá algum nível de coerção sobre os indivíduos para moldá-los ao coletivo (sinto muito ancaps).

Porém isso não é um salvo-conduto para justificar então regimes tiranos. A coerção social é um mal necessário. Mas o fato de ele ser necessário não o torna menos mal, apenas o torna inevitável.

Diante disso, o que temos que ter em mente é sempre tentar minimizar ao máximo esse mal. Tudo o que pudermos fazer e estiver ao nosso alcance para minimizá-lo deveremos moralmente fazer. E assim estaremos maximizando as relações consensuais, as trocas consensuais, a economia de mercado, o respeito ao indivíduo, à individualidade e ao individualismo.

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Me dá medo uma excludente de ilicitude para garantir a lei e a ordem. Os protestos de 2013, poderia ter ocorrido várias mortes com essa excludente.
Não só isso, garante ao governo, que se alguém tentar se rebelar contra ele, poderá ser colocado como terrorista e morto.
O ideal é o governo temer o seu povo, não o povo temer o governo.

Posted using Partiko Android

Concordo. Enquanto os governantes temerem o povo está tudo bem. Quando o povo é que passa a temer o governante aí o país caiu no buraco que leva ao inferno.

Posted using Partiko Android